Artigos

Arquivos

O que é Sustentabilidade?

O termo “sustentabilidade” vem sendo empregado para definir o conjunto de práticas capazes de proporcionar o desenvolvimento sustentável, ou seja, como podemos viver bem hoje e preservar o mundo com (muita) qualidade de vida para as próximas gerações. Na essência, e ainda de uma maneira muito simples, podemos dizer que isso se dá na medida em que conseguimos desenvolver a capacidade de desenvolver recursos para manter a nossa própria vida, com a consciência e responsabilidade de preservar o meio ambiente e a qualidade de vida de todas as pessoas.

O termo “sustentabilidade” vem sendo empregado para definir o conjunto de práticas capazes de proporcionar o desenvolvimento sustentável, ou seja, como podemos viver bem hoje e preservar o mundo com (muita) qualidade de vida para as próximas gerações. Na essência, e ainda de uma maneira muito simples, podemos dizer que isso se dá na medida em que conseguimos desenvolver a capacidade de desenvolver recursos para manter a nossa própria vida, com a consciência e responsabilidade de preservar o meio ambiente e a qualidade de vida de todas as pessoas.

 

Continuar lendo

Por que a Sustentabilidade é importante?

Nós vivemos num mundo finito, mas essa é uma consciência muito recente, em especial para nós no Brasil. Os recursos que o planeta generosamente colocou a nossa disposição vem sendo explorados pelo homem desde a sua origem na terra, sem a preocupação de que um dia nós tivéssemos que nos preocupar com o seu esgotamento, mas esse momento já se faz presente, e o número de pessoas a compartilhar esses recursos não para de crescer (já somo quase 8 Bilhões..). Além de partilhar os recursos desse mundo finito, nós precisamos também conciliar interesses entre pessoas muito diferentes, com vontades diferentes, gostos diferentes e, principalmente, necessidades diferentes.

Nós vivemos num mundo finito, mas essa é uma consciência muito recente, em especial para nós no Brasil. Os recursos que o planeta generosamente colocou a nossa disposição vem sendo explorados pelo homem desde a sua origem na terra, sem a preocupação de que um dia nós tivéssemos que nos preocupar com o seu esgotamento, mas esse momento já se faz presente, e o número de pessoas a compartilhar esses recursos não para de crescer (já somo quase 8 Bilhões..). Além de partilhar os recursos desse mundo finito, nós precisamos também conciliar interesses entre pessoas muito diferentes, com vontades diferentes, gostos diferentes e, principalmente, necessidades diferentes.

No lastro do desenvolvimento humano, o próprio homem se fez vítima do seu ímpeto pela evolução e criou uma configuração de sociedade onde os recursos são muitos e a equidade está muito distante. Enquanto civilização, ainda não aprendemos a dividir benefícios. Somos uma multidão onde os contrastes são muito elevados e ao mesmo tempo somos muito intensivos na hostilidade ao meio ambiente. O cenário requer muita atenção quando queremos pensar na continuidade da espécie e em usufruir de uma vida plena.

Seja qual for o ponto de vista podemos registrar a dificuldade de se distribuir de maneira justa os frutos de desenvolvimento humano entre todos.

Esses dois grandes desafios, preservar o meio ambiente e criar qualidade de vida para todos, se somam a necessidade de nos organizarmos numa sociedade produtiva e em continuada evolução. A questão ambiental e a qualidade de vidas das pessoas então se somam a necessidades das empresas e instituições serem rentáveis, ou seja, serem capazes de promover modelos de gestão capazes de se auto sustentarem, e promoverem os benefícios pretendidos por seus patrocinadores, sejam públicos ou privados. Isso é sustentabilidade.

Para alcançar a sustentabilidade é importante uma visão holística dos problemas da sociedade, e não focar apenas na gestão dos recursos naturais. É pensar em algo muito mais profundo, que vise uma verdadeira metamorfose do modelo civilizatório atual.

É preciso estar atento para evitar um discurso vazio, que visa apenas os aspectos econômicos, ou seja: é necessário propor e implementar ações que tragam melhorias socioambientais direcionadas à sustentabilidade.

Exemplos de práticas sustentáveis nas empresas:

Impacto Ambiental

  • Logística reversa de embalagens e produtos descartáveis (bateriais, pilhas, ...);
  • Reaproveitamento de sobras de produção ou material usado;
  • Projetos arquitetônicos de iluminação natural;
  • Preferência de fornecimento para produtos que não precisem viajar longas distâncias (redução de emissão de carbono);
  • Troca de processos de gestão impressos em papel por meios digitais.

Impacto Social

  • Políticas de inclusão para funcionários;
  • Horários flexíveis para minimizar deslocamento em horários de tráfego intenso;
  • Controle de emissão de ruído e tráfego nas áreas vizinhas;
  • Participação nas questões relevantes nas comunidades impactadas (lazer, educação, segurança, produção,...)
  • Estímulo a educação e compartilhamento de conhecimento.
Continuar lendo